FESTIVAL DE MÚSICA ‘SONS DO CÔA’

A 1.ª edição do Festival de Música ‘Sons do Côa’ vai realizar-se de 2 a 23 de outubro, numa organização conjunta do Município do Sabugal e da Associação Cultural Oito Ecos.

Sob a direção artística de João Andrade Nunes e criteriosamente desenhado para o concelho do Sabugal, o Festival de Música ‘Sons do Côa’ é um projeto musical eclético, intergeracional e descentralizado, onde os mais variados estilos e épocas musicais são colocados em diálogo com a identidade e o património cultural autóctone.

Assim, numa lógica de trocas culturais, ao longo do mês de outubro, em alguns dos mais emblemáticos locais do concelho, terão lugar concertos únicos, protagonizados por dezenas de jovens músicos portugueses com um percurso musical diferenciado.

Do século XV à atualidade. Da intimidade da música para solistas ao brilho da música para coro e orquestra. Eis a viagem que lhe propõe o Festival de Música ‘Sons do Côa’:

Vivaldi e a inspiração feminina
Ensemble São Tomás de Aquino
João Andrade Nunes | Direção musical
Igreja Matriz do Sabugal
2 Out / 16h00

O programa proposto, sendo interpretado pelo reconhecido Ensemble São Tomás de Aquino (coro feminino e orquestra), oferece um reencontro verdadeiramente singular com algumas das mais conhecidas obras corais de Antonio Vivaldi (1678-1741): Laetatus sum [salmo 121] RV 607, In exitu Israel [salmo 113] RV 604 e Gloria RV 589. Na verdade, as suas obras, pensadas para as educandas do Ospedale della Pietà (Veneza), terão sido maioritariamente realizadas, na época, sem recurso a vozes masculinas. Quisera o destino, porém, que as mesmas tenham vindo a ser apropriadas por coros mistos. Esta revisitação da obra do Prete Rosso permitirá ao público, não só a redescoberta de tais obras na sua versão original, o que é invulgar, como a escuta das mesmas no seu habitat.

Esperar, Sentir
Maria Bayley | Canto, Harpa e Cravo
Igreja da Misericórdia de Alfaiates
9 Out / 16h00

Numa conjugação mágica entre a voz, o cravo e a harpa, Maria Bayley, formada em teclados medievais pela prestigiada Schola Cantorum Basiliensis (Suiça), propõe-nos um concerto com muitos affetti que se desenrolará por entre a música ibérica do século XVI ao século XVIII. Acresce, ainda, a peculiaridade do local do concerto: Igreja da Misericórdia de Alfaiates. Trata-se, pois, de uma preciosidade monumental do românico/gótico português, onde, por exemplo, em 1330, se celebrou o casamento da Infanta D. Maria, filha de D. Afonso IV, com Afonso IX de Castela.

Recital de Guitarra e Violino
Diogo Andrade e Duarte Andrade
Igreja Matriz de Sortelha
16 Out / 16h00

Diogo Andrade, formado no famigerado Conservatorium Maastricht, e o seu irmão Duarte Andrade, também ele licenciado em violino pela Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, apresentam-nos um concerto verdadeiramente intimista, de guitarra e violino, onde se efetuará uma viagem pelas grandes obras escritas para guitarra e violino ao longo dos séculos XIX e XX.

Um conto musical raiano
Horn & Voice
João Manata | Narrador
Auditório Municipal do Sabugal
23 Out / 16h00

Um conto musical raiano é um projeto performativo teatral e musical que retrata a célebre Batalha do Gravato, ocorrida no Sabugal, em 1811. Recriado por João Andrade Nunes, Um conto musical raiano é baseado na obra “A Batalha do Gravato –1811. Narrativas do famigerado combate entre tropas francesas e luso-britânicas nos campos do Gravato”, de Marcos Osório e Manuel Morgado (il.) à qual se junta a música de vários compositores oitocentistas (Homilius, Weber, Schumann e Horn). Está em causa um espetáculo verdadeiramente singular que, juntando artistas locais e nacionais, busca, sob o ponto de vista artístico, uma miscelânea cultural local, nacional e estrangeira. A componente musical estará a cargo do agrupamento Horn & Voice, constituído por um quarteto vocal masculino e em quarteto de trompas, e a narração será realizada pelo sabugalense João Manata.

Todos os concertos têm entrada livre.

O Festival de Música ‘Sons do Côa’ conta com o apoio Antena 2.