MENSAGEM DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DO SABUGAL – ANTÓNIO DOS SANTOS ROBALO

Nos últimos três meses passámos pelo Estado de Emergência, Estado de Calamidade e por medidas de contenção e de confinamento rigorosas, tendo o país em geral, e o Sabugal em particular, alcançado objectivos de redução da disseminação das infecções e do número de mortes por COVID-19. Foram medidas duras que se repercutiram de forma significativa na economia, em que alguns sectores da actividade económica tiveram de encerrar com consequências graves no rendimento das empresas, das famílias e dos contribuintes.

A situação obrigou-nos, por um lado a desenvolver apoios de carácter social e sanitários com a implementação de medidas concretas, e, por outro lado, a desenvolver apoios às actividades económicas.

Lentamente, está a ser estimulado o desconfinamento e a retoma gradual das actividades económicas com a reabertura do pequeno comércio, restauração e alojamento, sempre com a recomendação dos cuidados a ter, o distanciamento social necessário e as medidas de protecção individual. E porque conseguimos, até aqui, muito bons resultados, não podemos agora desperdiçar todo o trabalho e todos os sacrifícios, deitando tudo a perder num regresso apressado à normalidade que tínhamos antes da pandemia. Merecemos o que alcançámos, mas temos agora obrigação fazer bom uso e não nos deixarmos inebriar pelo sucesso obtido, até porque ainda não sabemos o que vai acontecer nos próximos tempos.

Mantêm-se cancelados os grandes eventos com ajuntamento de muitas pessoas, até 30 de Setembro. Oportunidade para privilegiarmos situações mais intimistas, mais intensas e de substituição dos consumos de massa por consumos de maior qualidade, quiçá mais gratificantes e prazenteiros. Neste sentido, talvez os territórios de baixa densidade consigam afirmar-se atractivos, de qualidade e alternativos às grandes concentrações urbanas. A excelência do nosso acolhimento e do bem receber deverá, seguramente, dar bons frutos, a que corresponderemos com melhoria das condições de fixação e facilidades de investimento.

Entre nós, este Verão vai ser diferente, devendo ser repensadas todas as actividades que envolviam muitas pessoas: aos naturais e residentes somamos os muitos que daqui saíram e que todos os anos regressam para passar uma parte das suas férias, visitando familiares e amigos.

O Verão é por excelência a época da festa da aldeia, do santo patrono, dos convívios de amigos, das capeias… muita gente, de muitas partes, de muitas condições sociais, com graus diferentes de exposição e de acatamento das recomendações das autoridades sanitárias. Diversidade a merecer cuidados adicionais, tanto mais que a festa é por natureza um espaço de excessos…

Estamos atentos ao evoluir da situação e empenhados em adequar as medidas em função das circunstâncias; estamos prontos para ajudar e ser parte ativa na normalização económica e social do nosso concelho; ponderaremos sempre as opções de modo a tomar as melhores decisões, no que contamos com todos.

E contamos com todos, vivendo aqui, consumindo e produzindo aqui, usufruindo das nossas paisagens, do nosso património, do Côa, das tradições, das nossas festas, das nossas praias fluviais…

O futuro depende de nós!

Sabugal, 28 de maio de 2020
O Presidente da Câmara Municipal do Sabugal
(António dos Santos Robalo)