SESSÃO DE ABERTURA DO ANO LETIVO 2018/2019

De modo a assinalar o início de mais um ano letivo, o pessoal docente e não docente da comunidade escolar do concelho do Sabugal foi recebido no dia 12 de setembro, no Auditório Municipal do Sabugal, pela vereadora da Educação, Sílvia Nabais, e pelo diretor do Agrupamento de Escolas do Sabugal, João Vila Flor.

Na sessão de abertura, a vereadora começou por dar as boas-vindas a todos, fazendo votos que o ano letivo que se inicia “seja um ano de trabalho, premiado com muito sucesso”.

O Município do Sabugal “sempre foi e continuará a ser um parceiro empenhado na construção de um futuro melhor para os nossos alunos”, realçou a vereadora da Educação, acrescentando que “trabalhar em parceria com todos os agentes educativos, com toda a comunidade para um bem maior que é a concretização de um futuro de sucesso para os nossos jovens é o nosso dever”, e que para atingir este objetivo é necessário “melhorar a articulação entre os vários parceiros educativos, o que exige um constante esforço de todos os intervenientes e para o qual estamos inteiramente disponíveis”. (mais…)

Pretendendo o Município ser o maior aliado das famílias no processo educativo dos seus educandos, Sílvia Nabais destacou algumas das medidas de promoção do sucesso educativo e de apoio direto às famílias, nomeadamente continuar a apoiar as famílias que têm crianças em creche, com um valor de 40 euros mensais; assegurar o transporte gratuito a todas as crianças e jovens do concelho; continuar a desenvolver o Plano de Combate ao Insucesso Escolar, assim como o projeto ‘Expressão com + Sentido’, iniciar a aprendizagem de programação básica no 1.º ciclo; dar continuidade  às atividades desenvolvidas no âmbito da leitura que se realizam na biblioteca ou nas escolas e dar início à Academia de Empreendedorismo. Neste contexto, Sílvia Nabais adiantou ainda que a intervenção na escola preparatória do Sabugal, com vista a acolher no ano letivo 2019/2020 o 1.º ciclo, e a intervenção na escola do 1.º ciclo do Soito “visam proporcionar melhores condições físicas de aprendizagem”, muito embora considere que o espaço seja importante, “o fator humano será sempre o mais crucial. São as pessoas que estão na escola que fazem a diferença”.

Da receção de acolhimento fez igualmente parte um peddy-paper, com o objetivo de dar a conhecer a quem está pela primeira vez no Sabugal parte do nosso património histórico, e dar oportunidade aos demais poderem olhar de forma mais atenta para algumas das coisas que já viram, mas não observaram na sua plenitude.

A manhã terminou com um almoço convívio na praia fluvial do Sabugal, na qual os participantes foram agraciados com lembranças por parte da autarquia.