SIMULACRO DE INCÊNDIO FLORESTAL

Decorreu no passado dia 4 de junho, sábado, um simulacro de incêndio florestal entre as localidades de Sabugal e Rendo com vento Sudoeste e com rápida propagação em direção a Rendo e Cardeal, um exercício coordenado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e Município do Sabugal.

Este exercício teve como principal objetivo verificar a operacionalidade do Plano Municipal de Emergência do Sabugal, plano geral elaborado para enfrentar a generalidade das situações de emergência que se admitem possíveis de ocorrer no concelho do Sabugal. Praticar e testar as comunicações entre os diversos intervenientes no combate a grandes incêndios florestais era outro objetivo desta ação.

(mais…)

Na ocasião, estiveram presentes representantes das diversas entidades constituintes da Comissão Municipal de Proteção Civil:

Presidente da Câmara Municipal do Sabugal (Presidente da Comissão e responsável máximo da Proteção Civil Municipal);
Vereador e Coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil do Sabugal;
Comandante dos Bombeiros Voluntários do Sabugal;
Comandante de Posto da Guarda Nacional Republicana do Sabugal;
Diretor do Centro de Saúde do Sabugal;
Representantes das Juntas de Freguesia afetadas pelo incêndio: Sabugal e Rendo.

Esteve também presente nesta ação o Comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda, que pela sua experiência neste tipo de exercícios se revelou uma importante ajuda na coordenação e orientação de todas as entidades intervenientes.

Após reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e de ativação do Plano Municipal de Emergência, foi feita a desmobilização para o Posto de Comando das operações, tendo sido colocado ponto estratégico (pela ampla visão sobre o local do incêndio) em Quinta das Vinhas.

Durante o exercício foram colocadas situações imprevisíveis com objetivo de simular problemas passíveis de acontecerem na realidade, tais como a necessidade de evacuar dois feridos, a evacuação das localidades nas proximidades do incêndio, ou até mesmo a morte de gado, e que diligências tomadas nestes casos.

O balanço desta ação foi em geral positivo, sendo bastante importante para a preparação dos intervenientes para as situações reais de modo a serem evitadas falhas operacionais. Sendo o concelho do Sabugal habitualmente bastante fustigado com incêndios florestais, este tipo de ações revela-se importante na minimização de perdas humanas e materiais no futuro.