COLÓQUIOS SOBRE A TEMÁTICA DAS MIGRAÇÕES

No dia 28 de julho, no Auditório Municipal do Sabugal, iniciaram-se os colóquios sobre a temática das migrações “Labirintos da Memória II – Migrações, novas vozes, novas fronteiras”, organizados pelos Municípios do Sabugal e Fundão, em colaboração com alguns parceiros institucionais.

Na sessão de abertura estiveram presentes os presidentes de Câmara do Sabugal e do Fundão, António Robalo e Paulo Fernandes respetivamente, os deputados Carlos Alberto Gonçalves e Paulo Pisco e o presidente do Comité Nacional Francês de Homenagem a Aristides de Sousa Mendes, Manuel Dias.

Seguiu-se a apresentação do Projeto do Museu Português da Migração, por António Robalo, e a comunicação de Maria Beatriz Rocha – Trindade, da Universidade Aberta – Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais, “Mobilidade no Quadro da História Social Portuguesa – Perspetiva Atual”. (mais…)

Já na parte da tarde, o primeiro painel, com a temática “A Emigração Clandestina Portuguesa para França e para a Europa, 1957/1974 – Fronteiras entre Portugal, Espanha e França – Redes de Passadores”, que teve como moderador o vereador Amadeu Neves, contou com as intervenções de Rosa Arburua Goienetex, da Universidade del Pais Vasco EHU, Victor Pereira, da Université de Pau, Marta Nunes da Silva, da Universidade Nova de Lisboa – Instituto de História Contemporânea/UCSH, e do jornalista António Melo.

Glória Martins, de Quadrazais, e Abílio Laceiras, de Silvares – Fundão, partilharam com os presentes os seus testemunhos enquanto emigrantes.

No segundo painel, tendo como moderador Norberto Manso, couberam a Adérito Tavares, da Universidade Católica Portuguesa, e a José Ramos Pires Manso, da Universidade da Beira Interior, ambos naturais do concelho sabugalense, o desenvolvimento do tema “A Guerra Colonial e a Emigração – Desertores e refratários (1961-1974)”.

A jornada culminou com a projeção do filme “Portugais de France et d’Alleurs 2013” Comité Aristides de Sousa Mendes, Périphéries Produtions (2016).

Estes colóquios, que têm continuidade durante o dia 29 de julho no Fundão, contam com a presença de vários especialistas de renome que partilham com o público olhares sobre a emigração, reflexões e testemunhos sobre o que foi e o que é partir e chegar – ‘novas vozes, novas fronteiras’.

A excelência das comunicações, resultado de intenso e sério trabalho de investigação dos preletores, enriqueceram os presentes com conhecimentos que muito nos dizem em termos da nossa realidade sociológica. O grande número de emigrantes do concelho do Sabugal justifica que aqui se reflita e se pense esta realidade sociológica.