SABUGAL INTEGRA PROGRAMA ‘ABEM – REDE SOLIDÁRIA DO MEDICAMENTO’

No dia 27 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Município do Sabugal e a Associação Dignitude celebraram um protocolo de colaboração que tem por objetivo garantir o acesso a medicamentos prescritos por receita médica e comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde a pessoas carenciadas, através do programa ‘abem: Rede Solidária do Medicamento’.

Para além de pessoas carenciadas, o programa abrange igualmente casos de situação inesperada de carência económica decorrente de desemprego involuntário ou de doença incapacitante, entre outras situações de carência que poderão ser também consideradas. Pessoas institucionalizadas não são consideradas elegíveis para a condição de beneficiário.

Podem beneficiar deste programa todos os agregados familiares cuja capitação seja inferior a 50% do Indexante dos Apoios Sociais (IAS). O Município contribui com 100 euros anuais por beneficiário do agregado familiar referenciado, o montante remanescente ficará a cargo do Fundo Solidário abem.

A preparação e a execução operacional do ‘abem: Rede Solidária do Medicamento’ fica a cargo de uma equipa composta por quatro elementos (dois designados pela Dignitude e dois pelo Município). (mais…)

De referir que a Dignitude nasce da parceria entre o setor social – Cáritas Portuguesa e Plataforma Saúde em Diálogo – e o setor da saúde – Associação Nacional das Farmácias e Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica –, pretendendo através do programa ‘abem – Rede Solidária do Medicamento’ garantir que todos os portugueses têm acesso aos medicamentos de que precisam.

De ressalvar também que todas as farmácias do concelho aderiram a este programa, permitindo aos beneficiários do programa aceder aos medicamentos do mesmo modo que qualquer cidadão comum, assegurando toda a qualidade de serviço e dignidade no atendimento habituais.

A autarquia continua deste modo empenhada em contribuir para a melhoria das condições de vida da população concelhia, promovendo a prestação de cuidados de saúde e dando assim respostas a problemas sociais.

Para mais informações, ou qualquer outro esclarecimento, contactar a Divisão de Desenvolvimento Social e Qualidade de Vida (Biblioteca Municipal) através do telefone: 271 752 230.